Você está aqui: Início » Empreendendo » O que são Fintech’s?
Empreendendo

O que são Fintech’s?

Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  

Depois da popularização da palavra “startup” no mercado, foi a vez da Fintech ganhar força. Nos mercados de tecnologia, a palavra já é conhecida há algum tempo, e sua importância é reconhecida para a aceleração do crescimento destes segmentos.

Sabe-se que a área chamada de Fintech é cada vez mais importante para o mercado, e está longe de ser um simples termo econômico para definir algo vago. As Fintechs são responsáveis por uma transformação do mercado para parece tornar-se cada vez mais padrão no cenário.

Entenda o que é uma Fintech, e qual a sua importância para o mercado:

O que significa Fintech?

Por definição, Fintech é o termo aplicado ao segmento de tecnologia disruptiva, especialmente enquadrado em setores relacionados a transferência de valores, gerenciamento de recursos, empréstimos e prestação de serviços financeiros. O próprio nome é uma corruptela de “financial technology”, ou tecnologia financeira.

Seu crescimento é gigantesco, por repensa a forma como os serviços financeiros são prestados, colocando inovação e facilidades em um mercado conhecido por ser conservadorismo e burocracia.

Isso obviamente possui impactos na forma como a economia funciona, e faz com que usuários tornem-se cada vez mais adeptos a este tipo de companhia. Mesmo empresas que não enquadram-se neste tipo de segmento, como bancos tradicionais, percebem a necessidade de tornarem-se competitivos ao adotarem soluções mais tecnológicas.

Por que as Fintech’s importam no mundo dos negócios?

Perguntar o porquê de as Fintech serem relevantes neste meio é semelhante a querer entender o motivo de a possibilidade de download e streaming de vídeos ter influenciado no mercado de locação de filmes.

A velocidade e os novos métodos desenvolvidos no meio Fintech obrigaram as instituições financeiras convencionais a tornarem-se mais tecnológicas e competitivas. Anteriormente, os oligopólios financeiros raramente poderiam ser atingidos, em função da quantidade de barreiras necessárias para que alguém entrasse no mercado.

Desde pagamentos digitais até movimentos de crowdfunding, não é apenas o sistema financeiro que foi afetado pelas Fintech’s, mas todas as possibilidade de empreendedorismo em áreas que, até então, não poderiam ser imaginadas.

Além disso, elas permitiram que a criação de um negócio virasse mais fácil e barata. Possibilidades de divulgação, meios de arrecadação, meios de pagamentos e capacidades de análises robustas e acessíveis são fruto deste movimento único.

Como as Fintech’s mudaram os consumidores?

O desenvolvimento da cultura Fintech é diretamente ligado ao desenvolvimento da cultura digital e online na qual vivemos nos dias atuais. O desenvolvimento de aplicativos e serviços com os quais interagimos de forma natural multiplicou-se com o passar do tempo.

Hoje, não parece nada absurdo transferir dinheiro ou realizar um pagamento enquanto você está no celular dentro de um ônibus. Estranho, na verdade, é ir ao banco e ficar na fila para transferir dinheiro para alguém. Essa mudança é óbvia em diversos aspectos: a quantidade de informações e possibilidades deu um maior poder de escolha aos consumidores.

Essa é a principal mudança para os consumidores: poder de escolha. Inverte-se a situação na qual o consumidor esperava ter um serviço que fosse mais ou menos parecido com sua expectativa, e atende-se aquilo que ele quer, no momento que ele deseja, onde quer que esteja.


Compartilhe com seus amigos!
  •  
  •  
  •  
  •  
/* ]]> */